terça-feira, 31 de agosto de 2010

Frustrado com nível do prêmio, diretor do Multishow se demite

Durante a realização de mais um Prêmio Multishow, o 17º da história, o diretor do evento, Guilherme Zonta, pediu demissão do cargo ainda no palco. O anuncio, feito após a entrega do último prêmio da noite, surpreendeu a todos, desde os espectadores até a própria equipe da emissora.
“Tenho um carinho muito grande pelo Multishow”, afirmou o ex-diretor. “Foi uma casa onde aprendi muito e também ajudei a construir ao longo dos anos. No entanto, já faz algumas edições que o prêmio virou um grande canteiro de gente ruim, artistas fracos, sem personalidade e apenas com apelo comercial”, completou.
Continuando com seu discurso, Zonta alegou “linhas de pensamento distintos” para sair do canal. “Não é possível que todo ano a Pitty ganhe alguma coisa. Só temos ela de cantora de rock no Brasil hoje? E essas bandinhas adolescentes? Restart, Cine… são tudo a mesma coisa”, desabafou Zonta.
Zonta se disse incomodado pelo rumo que o evento tomou, premiando bandas como Fresno e NX Zero e até duplas sertanejas como Victor & Léo.
Ao final da premiação, quando indagados sobre o discurso do ex-diretor, os artistas não se fizeram de rogados. “Somos a salvação do rock! Não sei o porquê de tanta má vontade com a gente! Somos os Beatles do ano 2000! Além de sermos um bando de jovens com fãs histéricas também temos 300.000 seguidores no Twitter!”, bradou o vocalista do Restart.
Perguntado sobre o futuro de sua carreira, Zonta não continuou seu protesto. “Já recebi um convite da MTV para dirigir o VMB desse ano, mas recusei. Oras, é justamente desse tipo de evento, com artistas de qualidade altamente duvidos, de que quero fugir. Ruindade por ruindade, ficava por aqui mesmo”, completou.

3 comentários:

Mabia Barros disse...

E eu perdi esse bafão!!!!

Pois, eles podem ter um ar de Beatles no começo da carreira, mas duvido que eles consigam um Sgt Pepers ou um Rubber Soul depois... nem indo pra Índia, nem com doses extras de LSD... E tão salvando o rock de quem e pra quem? Nossa produção mais efervecente é underground. Portanto, n vai aparecer muito facilmente num programa como o do Multishow, que exige votação massiva...

Rocinante disse...

Pois é. Sei q é mto importante espaços como esse para discussões. Sou músicoe mestrando aqui em Porto Alegre. Localizei um artigo de Luciana Xavier de Oliveira sobre o samba-rock. Me interessei muito, porque o tema do mestrado que estou envolvido é a música e os músicos que fazem/fizeram o que aqui se chamou Suingue (com Bededu, Luis Vagner, Pau-Brasil), que é irmão-gêmeo praticamente do samba-rock. meu e-mail é mateusbk@hotmail.com.
Se pudedrem, avisem-na pois gostaria de ler a dissertação dela e não localizei na web, apenas o artigo, que é mto bom. obrigado, abraço, Mateus Mapa

Dani Freitas disse...

Nossa, faz tempo mas eu não sabia disso, acredita? Imagino a frustração dele, mas ao mesmo tempo não podemos negar de que estas bandas mencionadas, tais como o Restart são o que movem os adolescentes atualmente. Quando em minha adolescência eu gostava de tantas coisas que hoje jamais ouviria! E depois, nossos ouvidos ficam mais seletivos...então, deixa a galerinha curtir e com relação aos prêmios, dá para criar categorias em que estas bandas se encaixem, né?
Amo Pitty!
Agora, Restart, Beatles do Ano 2000? Afff, não dá, né?
Beijo

Seguidores

Visitantes (a partir de 23/12/2008)